16 de novembro de 2010

Chica Chica Bum dia 18/11 no Tapas

Quinta agora acontece a 2ª edição da festa Chica Chica Bum no Tapas...

Pra quem ainda não sabe, a festa nasceu do encontro dos desejos e olhares femininos meu e da Haru (Prila Paiva) diante da cena underground de São Paulo.

Percebendo que, cada dia mais, as mulheres penetram em territórios antes dominados por homens, surgiu a idéia de se produzir um ritual feminino com raízes fortes na música, nas artes visuais e na dança.


Neste baile só vale o velho e clássico vinil, das sementes colhidas da musicalidade africana que se alastraram para o mundo, do jazz ao samba, do funk ao soul, da música latina ao candomblé a miscigenação se faz presente.


A artista visual da vez é a Miss, desenhista de mão cheia e que tem história no graffiti de São Paulo.
Quem nunca viu um coração com mosaicos coloridos voando por aí?






Pra celebrar este encontro, resolvi montar uma mixtape só com vocais femininos da nossa terra, as musas que me inspiraram desde pequena...


Foi difícil escolher as canções e as artistas, afinal num pais de tantas cores e sabores, e com tantos talentos, acabou ficando de fora muita gente, me perdoem Flora, Rita, Nana e Nara e muitas outras, certamente aparecerão numa próxima.


Espero que gostem...
   As chicas tupiniquins by Ju Salty


Maria Bethânia - Texto de Fernando Pessoa
Maria Bethânia - Iansã
Leny Andrade - Capoeira de Oxala
Clara Nunes - Fuzuê
Elizeth Cardoso - Partido Baixo do Partido Alto
Gal Costa - Pontos de Luz
Alcione - O Surdo
Maria Creuza - Mas que doidice
Marília Medalha - Maria Moita
Elza Soares - Canoa Furada
Claudette Soares - Eles querem amar
Dorís Monteiro - É isso ai
Zezé Motta - Muito Prazer Zezé
Isolda - Ilegal, Imoral ou Engorda
Baby Consuelo - Curto, de Véu e Grinalda
Elis Regina - Bala com Bala
Carmem Costa - Inveja
Clementina de Jesus - Quilombo do Dumba
Bethânia e Gal - Oração de Mãe Menininha (trecho)


3 comentários:

José Henrique disse...

Essa da Baby é sensacional, Ferro na Boneca na cabeça!
De fato, Juliana, as mulheres estão em todos os lugares - que bom!
A tendência do machismo - em todos os níveis - é só diminuir.
Em breve estará em extinção - ótimo! Como as ararinhas azuis - pena! :>)

PS: Baixei há mais de ano, por aqui, um som do maluquete beleza Bootsy Collins que não achava em lugar nenhum!
Bom demais!

Bjs

Juliana Salty disse...

Olá Ze Henrique, obrigada pelos seus comentarios, tbem espero...
vc ouviu a mixtape?

Volte sempre!!

Bjos.

José Henrique disse...

Oba, Juliana, na verdade não me animei muito a ouvir.
Dessas aí eu só gosto da Baby(época dos Novos Baianos) e da Gal(época da Tropicália, Fa-Tal.
As outras eu respeito - menos Alcione - mas não curto.
Mulher no samba pra mim é Beth Carvalho e Dona Ivone Lara.

Valeu, sempre tô visitando por aqui. Muito bom e sortido o blog!

Bjs