2 de dezembro de 2010

Ebo Taylor - Love And Death (2010)

 Antes tarde do que nunca....

A Strut Records, predileta aqui da casa, principalmente por desenterrar preciosidades e popularizá-las pro resto do mundo, lançou mais um disco que estará na lista dos melhores do ano, seu foco principal, continua sendo a África, e desta vez, um dos principais representantes do highlife de Gana, Ebo Taylor, que aos 74 anos gravou seu primeiro álbum...




1. Nga Nga
2. African Woman
3. Love And Death
4. Victory (Instrumental)
5. Mizin
6. Kwame (Instrumental)
7. Oborekyair Aba
8. Obra
 

24 de novembro de 2010

Femi Kuti - Africa For Africa (2010)

Aproveitando a deixa da visita do moço em terras brasucas e o lançamento de seu disco África for África, Femi Kuti, finalmente da as caras aqui no blog...


Filho do homem mais respeitado da Nigéria, Femi herdou do pai não só as qualidades musicais que fizeram dele unanimidade mundial, mas também a vontade (e quem sabe a obrigação) de lutar por justiça e igualdade dentro do seu pais, mostrando pro resto do mundo que ainda não foi feito nada pra mudar a situação que já perpertua a séculos por lá.



1. Dem Bobo
2. Nobody Beg You
3. Politics In Africa
4. Bad Government
5. Can't Buy Me
6. Africa For Africa
7. Make We Remember
8. Obasanjo Don Play You Wayo
9. Boys Dey Hungry For Town
10. Now You See
11. No Blame Them
12. Yeparipa
13. E No Good
14. It Don't Mean


23 de novembro de 2010

Ariya Astrobeat Arkestra - Ariya Astrobeat Arkestra (2010)

O Ariya Astrobeat Arkestra é mais uma das bandas que comprovam que a música africana esta por ai mais forte do que nunca, em todas as partes do mundo. Influenciados pelos mestres Fela Kuti e Tony Allen e pelo jazz cabeçudo do Pharoah Sanders e Archie Shepp, resolveram se unir em 2007 para apresentarem sessões de “afrobeat” que culminou no álbum que acabam de lançar.




01. African Kings
02. Put Leg To Road
03. Sankofa feat. Testament
04. Re-education, Mis-education
05. Big Grammar
06. Body No Be Firewood
07. Conflict Arise feat Shara Meek
08. Crosstown Traffic
09. Lost In Kinshasa
10. Same Same

16 de novembro de 2010

Chica Chica Bum dia 18/11 no Tapas

Quinta agora acontece a 2ª edição da festa Chica Chica Bum no Tapas...

Pra quem ainda não sabe, a festa nasceu do encontro dos desejos e olhares femininos meu e da Haru (Prila Paiva) diante da cena underground de São Paulo.

Percebendo que, cada dia mais, as mulheres penetram em territórios antes dominados por homens, surgiu a idéia de se produzir um ritual feminino com raízes fortes na música, nas artes visuais e na dança.


Neste baile só vale o velho e clássico vinil, das sementes colhidas da musicalidade africana que se alastraram para o mundo, do jazz ao samba, do funk ao soul, da música latina ao candomblé a miscigenação se faz presente.


A artista visual da vez é a Miss, desenhista de mão cheia e que tem história no graffiti de São Paulo.
Quem nunca viu um coração com mosaicos coloridos voando por aí?






Pra celebrar este encontro, resolvi montar uma mixtape só com vocais femininos da nossa terra, as musas que me inspiraram desde pequena...


Foi difícil escolher as canções e as artistas, afinal num pais de tantas cores e sabores, e com tantos talentos, acabou ficando de fora muita gente, me perdoem Flora, Rita, Nana e Nara e muitas outras, certamente aparecerão numa próxima.


Espero que gostem...
   As chicas tupiniquins by Ju Salty


Maria Bethânia - Texto de Fernando Pessoa
Maria Bethânia - Iansã
Leny Andrade - Capoeira de Oxala
Clara Nunes - Fuzuê
Elizeth Cardoso - Partido Baixo do Partido Alto
Gal Costa - Pontos de Luz
Alcione - O Surdo
Maria Creuza - Mas que doidice
Marília Medalha - Maria Moita
Elza Soares - Canoa Furada
Claudette Soares - Eles querem amar
Dorís Monteiro - É isso ai
Zezé Motta - Muito Prazer Zezé
Isolda - Ilegal, Imoral ou Engorda
Baby Consuelo - Curto, de Véu e Grinalda
Elis Regina - Bala com Bala
Carmem Costa - Inveja
Clementina de Jesus - Quilombo do Dumba
Bethânia e Gal - Oração de Mãe Menininha (trecho)


14 de novembro de 2010

Miriam Makeba - Pata Pata (1967)

Dia 10 de novembro, completou dois anos que Miriam Makeba sofreu um ataque cardíaco e faleceu, aos 76 anos de idade,  após o término de um show que fazia na Itália, onde homenageava o amigo e escritor Roberto Saviano, ameaçado de morte pela máfia napolitana.


Durante toda sua vida, Miriam Makeba, lutou contra as injustiças sociais do seus pais e do resto mundo, se tornando uma das mais célebres ativistas e guerrilheiras dos direitos humanos, porém pagou um preço alto por isso...



Nascida em Joanesburgo, na África do Sul, Makeba  começou sua carreira musical nos anos 50, participando da banda  Manhattan Brothers e logo depois formou seu próprio grupo, o Skylarks, integrado somente por mulheres, onde misturava jazz com música tradicional sul-africana.

No final dos anos 50 participou do documentário antiapartheid, "Come Back África", um dos primeiros filmes a retratar o horror da segregação racial pro resto do mundo , sendo convidada por seu diretor,  a apresentá-lo na Europa, onde aproveitou o sucesso do filme pra se lançar como cantora.

Tentou voltar a África em 1960, pro funeral da sua mãe, porém sua entrada foi negada e depois de testemunhar no Comitê das Nações Unidas sobre as dificuldades que o povo negro enfrentava por lá, foi expatriada e viveu 31 anos longe de sua terra natal, só retornando ao pais em 1990, a pedido de Nelson Mandela aproveitando para fundar um centro de reabilitação para adolescentes.


Voltando aos anos 60, em Londres conheceu o ator Harry Belafonte, que foi o responsável por sua entrada no mercado americano, onde gravou vários discos de sucesso, ganhou prêmios e se consagrou como cantora.

Seu primeiro marido foi o trompetista Hugh Masekela e posteriormente uniu-se ao líder do movimento Black Power e porta voz dos Panteras Negras, Stokely Carmichael, arrumando problemas na certa,  desta vez perdeu contratos de gravações e os dois foram considerados 'persona non grata' no país e resolveram morar na Guiné de onde só saiu após a morte da sua filha em 1985.



Abaixo o disco de 1967, que traz seu maior clássico que da  nome ao álbum, Pata Pata


01. Pata Pata
02. Ha Po Zamani
03. What is Love
04. Maria Fulo
05. Yetentu Tizaleny
06. Click Song Number 1
07. Ring Bell, Ring Bell
08. Jol'inkomo
09. West Wind
10. Saduva
11. A Piece of Ground
12. Malayisha

4 de novembro de 2010

Mateus Aleluia - Cinco Sentidos (2010)

Como já esta chegando o final do ano e começa a pipocar as listas dos melhores álbuns, lembrei do disco do Mateus Aleluia, que pra quem não conhece, fez parte dos ‘Os Tincoãs’, trio formado na Bahia,  na cidade de Cachoeira, no início dos anos 60 e que imortalizou a mistura do candomblé, sambas de roda e cantos sacros, evidenciando a ancestralidade africana, da qual só podemos nos orgulhar...

Mateus, hoje com 66 anos de idade, boa parte vividos na África, lançou seu primeiro álbum solo com participação de sua filha Fabiana Aleluia (dona de uma voz belíssima), chamado Cinco Sentidos.
Degustem..


 





  1. Ogum Pa
  2. Amor Cinza 
  3. A lente do Homem 
  4. Quem Guiou a Cega 
  5. Koumba Tam
  6. Palavra Que Reza 
  7. Lamento às Águas/Na Beira do Mar
  8. Despreconceituosamente
  9. Cordeiro de Nanã
  10. Liberdade
  11. Homem ! Animal que Fala

19 de outubro de 2010

Chica Chica Bum

To com  o maior orgulho desta festa que eu divido com a Prila Paiva. Aproveito pra lancar aqui meu novo blog.





A festa “Chica Chica Bum” nasceu do encontro dos desejos, devaneios e olhares femininos das DJs Ju Salty e Haru (Prila Paiva) diante da cena underground psicodélica de São Paulo.
Inspiradas por grooves psicodélicos mundiais e pela percepção de que cada dia mais as mulheres penetram em territórios antes dominados por homens, surgiu a idéia de se produzir um ritual feminino com raízes fortes na música, nas artes visuais e na dança,... ou seja, a cada festa as convidadas (djs, bandas, musicistas, artistas visuais urbanas e dançarinas) ilustrarão a produção feminina contemporânea nas noites comandadas pela Ju Salty e Haru.

Não se trata de um conceito feminista, mas feminino, em que o olhar feminino estará em foco. Os homens também estarão incluídos em todo o processo: bandas, parcerias artísticas e público. Será uma celebração da união dos opostos, em que as mulheres é que estarão no comando.

Ao som do Chicachicabum:

Inspiradas nos djs da velha escola do hip hop, aqui só vale o velho e clássico vinil, das sementes colhidas da musicalidade africana que se alastraram para o resto do mundo, do jazz ao samba, do funk ao soul, da música latina ao candomblé, a miscigenação aqui se faz presente durante apresentações das djs residentes:

Ju Salty e Prila Paiva a.k.a Haru

 Veronica Amores aka V intervindo nas paredes do Tapas


Próximas artistas:
18/11 Juliana Moraes
http://www.flickr.com/photos/caixafechada/
http://www.flickr.com/photos/casadaschaves/

23/12 Valentina Fraiz
http://indomitablevalentine.blogspot.com/


Onde:Tapas Club
End: R. Augusta, n° 1246
Quando: 28/10
A partir das 22:00h
Preço: 10 de entrada ou 25 de consumação c nome na lista, 15 (na porta)
lista@tapasclub.com.br
Djs: Ju Salty e Haru
Intervenção Visual: Veronica Amores aka V



18 de outubro de 2010

Orgone - Cali Fever (2010)

Responsáveis por dois dos melhores discos deste ano, Orgone ganha respeito e se consagra entre as "grandes" do momento.
Influênciados por Meters, Booker T, Mandrill, War, Trouble Funk, Fela Kuti, Bob Marley, Funkadelic, entre outros, a banda, formada por amigos que tocam juntos há mais de dez anos, promovem uma mistura fina  entre o jazz, soul, funk, hip hop, música latina e africana. 




1. The Last Fool
2. Crazy Queen
3. Give It Up
4. Cali Fever
5. Sandstorm
6. Overtime
7. It's Time Tonight
8. Lookout
9. Matanza
10. The Only One
11. Doing Me Wrong
12. The Cleaner


Orgone - Killion Vaults (2010)


1. Dramatic Times
2. The Score
3. Interloper
4. Summer Beat
5. Counting On You
6. Waiting
7. The Big Escape
8. Done Deal
9. Dark Falls
10. K. Irin
11. Sandstorm pt. 2
12. Dead Reckoning
13. Shopping Spree
14. Impala
15. Cruel Intentions
16. Wanting Wondering
17. Sonny's Lament
18. Faith Keep Rolling

2 de outubro de 2010

TiKi TiKi no FUbá


A festa inspirada na cultura Tiki, que desde o final dos anos 40, fomenta nossa mente com imagens de um paraíso tropical longe das preocupações da vida real, cheio de cores, deuses da fertilidade e da sorte e com os mais exóticos ritmos do planeta ganha tempero latino para sua estreia no Tapas no dia 11/out (véspera de feriado). Os Gasolines, uma das melhores bandas instrumentais do gênero, comanda a noite que contará sempre com ...a presença de ilustres convidados para "Jam Sessions" inusitadas e calientes.
Para esta edição, Seu Nelson um dos principais representantes da guitarra havaiana no país se junta aos meninos para celebrarem a "exotic jungle beats".

A mistureba musical envolvendo jazz, surf music, twist, swing, doo-wop, ritmos africanos e latinidades se completa aos sons dos djs da festa:

Djs: Anderson Rubbo, El Psychon, Ju Salty e Kanna
Show: Gasolines com participação especial do Seu Nelson (guitarra havaiana)

Onde:Tapas Club

End: R. Augusta, n° 1246
Quando: 11/out (véspera feriado)
A partir das 22:00h
Preço: 15 (na porta) 10 (com nome na lista) ou 25 (consumação)
lista@tapasclub.com.br


A festa contará ainda com decoração da loja Aloha Café Surf especializada na Cultura Tiki.


26 de setembro de 2010

Next Stop Soweto Vol. 3 Soweto Vol.3: The Giants, Ministers & Makers: Jazz in South Africa 1963-1984 (2010)

A terceira e última parte da coletânea Next Stop Soweto, produzida pela Strut Records, conta em dois discos a história do jazz sobrevivente nos difíceis tempos do Apartheid.
Se James Brown exerceu forte influência no funk e no soul sul africano,
Count Basie, Charlie Parker e Duke Ellington foram as inspirações para os jazzistas que permaneceram no país em momentos nada fáceis de suas vidas, fatos que não abalaram suas canções repletas de esperança, afinal esta era a única arma que possuíam...

Aqui vc encontra o Vol. 1 e Vol. 2





DISCO 1
01. THE MINISTERS – NGENA MNTAN'AM
02. SKYF – BE THERE
03. SPIRITS REJOICE – JOY
04. DENNIS MPALE – ORLANDO
05. MANKUNKU QUARTET – DEDICATION (TO DADDY TRANE AND BROTHER SHORTER)
06. BATSUMI – ITUMELENG
07. THEMBA – OU KAAS
08. MALOMBO JAZZ MAKERS – SIBATHATHU
09. TETE MBAMBISA – STAY COOL

DISCO 2
01. EARLY MABUZA QUARTET – LITTLE OLD MAN (MAXHEGWANA)
02. THE SOUL JAZZMEN – INHLUPEKO
03. CHRIS McGREGOR & THE CASTLE LAGER BIG BAND – SWITCH
04. THE HESHOO BESHOO GROUP – EMAKHAYA
05. CHRISTOPHER COLUMBUS FEELINGS – OOSOGA
06. MALOMBO – SANGOMA
07. DUDU PUKWANA AND THE SPEARS – JOE'S JIKA
08. THE SOUL GIANTS – PINESE'S DANCE
09. JAZZ MINISTERS – TAKE ME TO BRAZIL
10. CHRIS SCHILDER QUARTET feat. MANKUNKU – SPRING


20 de setembro de 2010

The Bahama Soul Club - Bossa Nova Just Smells Funk (2010)

Após o excelente "Rhythm Is What Makes Jazz Jazz", de 2008, os Bahama Soul Club que misturam jazz, funk, batidas africanas e influências latinas, lançam "Bossa Nova Just Smells Funky"‏, trazendo duas versões remixadas que já faziam parte do disco anterior, uma delas, Nassau Jam (homenagem ao Funky Nassau), ganhou ares novos com o remix do Smoove (da dupla Smoove & Turrell), participações de Pat Appleton e Sitzka garantem os belos vocais do álbum...




1. King's Wig
2. Afro Shigida (feat Kojato)
3. Bossa Bop (feat Pat Appleton)
4. Serious Soul (feat John Turrell)
5. Experience In Jazz (feat Bella Wagner)
6. Junkie (feat Sitzka)
7. Tangossa (feat Pat Appleton)
8. Bossa Corcovado (feat A Secret)
9. Open Wide (feat Xantone Blacq)
10. True (BSC Remix) (feat Bajka - BSC remix)
11. But Rich Rhythms (Club Des Belugas Remix)
12. Nassau Jam (Smoove's Funky Jam-Remix)


31 de agosto de 2010

Yaaba Funk - Afrobeast (2010)

Outro grupo que bebe da fonte africana, mantendo viva as raízes da música negra, é o Yaaba Funk, que apesar de estarem há quatro anos na estrada, acabam de lançar seu primeiro disco que mistura highlife, afrobeat e funk quase tão bem quanto seus antecessores...






1.me bye me dofo
2.bukom mashie
3.nyash! e go bite you!
4.kalabule man
5.hwe hwe mu na yi wompena
6.mutant n'africa
7.man foa (mmo mma yen gye yen ani)
8.kanowa


30 de agosto de 2010

Skeletons - Smile (2009)

O músico e produtor Benedic Lamdin, é o grande responsável pelo Skeletons, quem conhece seu trabalho no Nostalgia 77, sabe que o moço não para e esta entre os mais prolíferos da atualidade.
No final de 2009, resolveu lançar um álbum contemplando o jazz africano, e até música em homenagem ao Mulatu tem ai...






01. Positive Force

02. Marathon Man

03. Mr Mystery

04. 50 Degrees

05. Gravel

06. Firesticks

07. Over The Bridge

08. Skeletons

09. Guadelupe

10. Mulatu

11. Blood

12. Adam And Eve featuring the voice of Alice Russell


29 de agosto de 2010

Lloyd Miller & The Heliocentrics - OST (2010)

Os Heliocentrics, comandada por Malcon Catto, um dos melhores baterista de funk da atualidade, que também já contribuiu para projetos como Quantic Soul Orchestra, Dj Shadow, Madlib, Conie Price e The Keystones, entre outros e depois do sucesso de Inspiration Information, disco lançado ano passado ao lado de Mulatu Astatke, resolveu se juntar a Lloyd Miller, jazzista americano e grande conhecedor de música oriental, para mais uma empreitada...





01. Electricone
02. Nava
03. Pari Ruu
04. Salendro
05. Spirit Jazz
06. Modality
07. Rain Dance
08. Lloyd Lets Loose
09. Bali Bronze
10. Latin
11. Charhargah
12. Sunda Sunset


25 de agosto de 2010

Five Alarm Funk - Anything Is Possible (2010)

Foi o "vuduzinho ' na capa do Voodoo Hairdoo, segundo álbum do Five Alarm Funk, que chamou minha atenção para baixá-lo, o disco entrou na minha lista dos melhores de 2008 e a banda canadense ganhou respeito.
Formada por quatro percussionistas, duas guitarras, um contrabaixo, dois trompetes, trombone e saxofone, o super combo inspirou-se no funk, nas batidas africanas e até no rock pra moldar seu som, que pode ser conferido no seu mais recente
álbum Anything is Possible ...






1. Infernal Monologue
2. Zenith Escalator
3. Titan
4. Demons Be Gone
5. Brother Egypt
6. Payday
7. Cave Of The Gypsy Troll
8. Soft Six
9. Doctor Child
10. Broadway
11. Interlude
12. UK-47
13. Uncle Meatball
14. Face Riot




23 de agosto de 2010

Esperanza Spalding- Chamber Music Society (2010)

E vem mais novidades por ai...

Desta vez a a cantora, compositora e contrabaixista Esperanza Spalding, que já esteve por aqui há dois anos atrás, lança seu mais recente álbum, Chamber Music Society, que conta com a participação do Milton Nascimento em "Apple Blossom", fã declarada da música brasileira, Esperanza, presta também uma homenagem a Tom Jobim, cantando "Inútil Paisagem" em português.
E pensar que ela só tem 25 anos...




1. Little Fly
2. Knowledge Of Good And Evil
3. Really Very Small
4. Chacarera
5. Wild Is The Wind
6. Apple Blossom
7. As A Sprout
8. What A Friend
9. Winter Sun
10. Inútil Paisagem
11. Short And Sweet


22 de agosto de 2010

Diplomats Of Solid Sound - What Goes Around Comes Around (2010)

E a lista está aumentando...

Previsto para ser lançado em outubro pela Record Kicks, o quinto lp da banda Diplomats Of Solid Sound, pra nossa sorte, já caiu na rede, editado e mixado por Lack Of Afro, o disco mostra o amadurecimento da banda, em quase dez anos de estrada, da excelente B-o-o-g-a-l-o-o, faixa que abre o disco, até seu final, podemos degustar da mistura do soul, r&b, funk e jazz que a banda nos proporciona.





1. B-o-o-g-a-l-o-o

2. Back Off
3. Promise Of A Brand New Day
4. Gimme One More Chance
5. No Man
6. Fascination
7. Bailout!
8. Jealous
9. What Goes Around Comes Around
10. I Can't Wait For Your Love (Pistol Allen)
11. Get Out Of The Way (So I Can Get Back To My Life)



16 de agosto de 2010

Hugh Masekela - Introducing Hedzoleh Soundz (1973)

Falando em Masekela, aproveito a deixa pra colocar o álbum gravado junto aos Hedzoleh Soundz na Nigéria, em 1973. E quem diria que a primeira atração musical na cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, já foi expulso do pais, por participar ativamente do movimento anti-apartheid no começo dos anos 60...




1. Hugh Masekela - Languta
2. Hugh Masekela - Kaa Ye Oya
3. Hugh Masekela - Adade
4. Hugh Masekela - Yei Baa Gbe Wolo
5. Hugh Masekela - Patience
6. Hugh Masekela - When
7. Hugh Masekela - Nye Tamo Ame
8. Hugh Masekela - Rekpete


15 de agosto de 2010

Hedzoleh Soundz - Hedzoleh Soundz (1973)

Hedzoleh Soundz, é outra banda de highlife, da mesma época e também de Gana, lembrada pela Soundway. "Descoberta" por Hugh Mazekela ao assistir a um show deles, a banda ganhou projeção mundial ao participar de dois álbuns do cantor...




1. Rekpete
2. Mee Bee (When)
3. Yei Baa Gbe Wo
4. Kaa Ye Oyai (Don’t be in a hurry)
5. Omusu Da Fe M’Musu
6. Hedzoleh!
7. Hearts Ne Kotoko
8. Mo Oso Obu Naa


The Sweet Talks - The Kusum Beat (1974)

Pra nossa sorte, a Soundway Records, vem relançando em vinil, alguns álbuns africanos obscuros ou fora de catálogo constantemente. Neste caso especificamente, a banda em questão, foi uma das mais importantes de Gana, no começo dos anos 70. Lançado originalmente em 1974, The Kusum Beat foi o segundo disco deles, onde pode-se notar as influências highlife misturando-se ao funk. A banda terminou dois anos depois, mas os registros estão ai, agora mais perto de todos...









1. Akampanye
2 .Mapam Sukuruwe
3. Eyi Su Ngaangaa
4. Oburumankoma
5. Sasa Abonsam
6. Kyekye Pe Aware


5 de agosto de 2010

Al Supersonic & The Teenagers - Not Too Young (2010)

Fãs da Motown, The Tempations, The Vandellas, Four Tops, Stevie Wonder, Jackie Wilson, Otis Redding, The Supremes e por ai vai, a banda Al Supersonic & The Teenagers, formada por Al Supersonic (vozes e guitarra), Vanesa Spin (teclados/hammond), Javi Frías (bateria), Gustavo (baixo), Juan Almendros (sax) e Victor McManaman (trombone), acaba de lançar o primeiro álbum, onde revitalizam o soul incrementando-o com pitadas de música jamaicana e R&B, outras influências da banda.

Aqui você consegue comprar o LP deles.



A1. To Be Young
A2. Lean On Me
A3. It Must Be Love
A4. Stand By Me
A5. Mercy Mercy
A6. The Little Red Rooster Song
B1. The United Nation Of Soul
B2. Keep On Walking
B3. Rumours
B4. The Story Of Speedy Mannie
B5. You Don't Have To Love Me
B6. To Be Young (instrumental version)

3 de agosto de 2010

The Apples - Kings (2010)

Queridinhos aqui da casa e não só por terem dois djs como parte da banda, The Apples chegam ao terceiro álbum, o segundo pela Freestyle Records, onde homenageiam dois reis de diferentes continentes, o todo poderoso Fred Wesley (aqui ou aqui) com seu trombone supremo e o então desconhecido, ao menos para mim, Shlomo Bar, conterrâneo dos meninos.
A mistura eu garanto, não podia ser melhor e definitivamente, já esta na minha lista dos melhores álbuns do ano.

Pra quem não conhece The Apples...





1. Howlin' With Fred
2. In The Air
3. All Right, All Right
4. Kings
5. Batash (Alwoojdi)
6. Ani, Ata Vehoo
7. Walking To The Palace




28 de julho de 2010

Cut Chemist - Sound Of The Police (2010)

Desta vez Cut Chemist dispensou as inúmeras picapes que está acostumado a utilizar em suas apresentações e para esta mixtape, que criou exclusivamente para abertura de alguns shows do Mulatu Astatke, utiliza apenas uma picape, um mixer e um pedal de loop, e lógico, sua vasta coleção de vinis, que passea pela música africana, colombiana e os sons afro-brasileiros.
Nossos ouvidos agradecem
...



1 Jungle Beat
2 Água não é o inimigo
3 Strictly Voodoo
4 Poly Ritmo
5 Nigéria Niagara
6 Ajo
7 Arabian Cumbia
8 nighting ale
9 Aqua bella
10 Povo De Santo
11 Skank etíope
12 Preso no Sudão
13 Coast 2 Coast
14 Pedal to the Bongo
15 Just The Drummer
16 Adidas Para Addis

22 de julho de 2010

The Budos Band – The Budos Band III (2010)

Caiu na rede o terceiro álbum do super combo Budos Band, que desde a estreia "eruptiva" em 2005, vem colecionando fãs mundo afora por causa da sua miscegenação musical perfeita.
Quem conhece os dois discos anteriores e o ep lançado ano passado, sabe do que eu to falando...






1. Rite of the Ancients

2. Black Venom

3. River Serpentine

4. Unbroken, Unshaven

5. Nature's Wrath

6. Golden Dunes

7. Budos Dirge

8. Raja Haje

9. Crimson Skies

10. Mark of the Unnamed

11. Reppirt Yad


21 de julho de 2010

Os Ipanemas - Os Ipanemas (1964)

Não conhece os Ipanemas?
O Mamão explica:




Aproveita e baixa o primeiro disco deles.



01 - Consolação
02 - Nanã
03 - Se Chegou Assim
04 - Kenya
05 - Zulu's
06 - Clouds
07 - Adriana
08 - Garota de Ipanema
09 - Jangal
10 - Berimbau
11 - Congo
12 - Java


The Ipanemas - Que Beleza (2010)

Aos 74 anos, um dos melhores, ou talvez o melhor baterista brasileiro, Wilson das Neves, só quer saber de tocar e cantar, prova disso são os recentes discos que acaba de lançar, "Pra Gente Fazer Mais Um Samba" (que ainda esta na mira, mas pode ser ouvido aqui) e "Que Beleza" com The Ipanemas, que homenageia Neco, morto há dois anos e que junto com das Neves fez parte da formação original dos Ipanemas em 1964.

Aproveitem para ler aqui entrevista com o mestre Das Neves.







1. Que Beleza De Nega
2.A Cara Dele
3. Euê Ô
4. Espelho D'Água
5. Olhando Três
6. Festa Indigesta
7.Lembranças
8. Nega E Kota
9. Passa o Ponto
10. Traz Um Presente Pra Mim
11. Eparrei

18 de julho de 2010

DJ Magrao - Raggamuffin Soldier (2010)

Reclamaram que falta jah por aqui...realmente ando em falta com a música jahmaicana, então, nada melhor que um expert no assunto, pra remediar o erro...








Raggamuffin Soldier by Ricardo Magrão

Hypnotic Brass Ensemble - The Heritage EP (2010)

Turma predileta aqui da casa, os Hypnotic Brass Ensemble, estão de volta, desta vez homenageando os artistas que influenciaram a banda. Pra quem não sabe, os Hypnotic são formados por 8 irmãos, filhos do ex-trompetista da Sun Ra Arkestra: Phil Cohran, que desde cedo ensinou "bons modos" aos rapazes que aprenderam direitinho a lição...



A1. Prelude
A2. Moments
A3. Spottie
B1. Rainbows
B2. Water



16 de julho de 2010

Calibro 35 - Ritornano Quelli Di... (2010)

Ficcionados por trilhas de filmes dos anos 70 e inspirados por Ennio Morricone, Umiliani, Stephen Torossi, Riz Ortolani e Gianni Ferrio, é a banda italiana Calibro 35 ritornano com seu segundo álbum...

Da uma olhada nos meninos.






01. Eurocrime!
02. La Morte Accarezza A Mezzanotte
03. L'Esecutore
04. Milano Odia La Polizia Non Puo' Sparare
05. Convergere in Giambellino
06. Il Ritorno Della Banda - Parte I
07. Il Ritorno Della Banda - Parte II
08. Cinque Bambole Per La Luna D'Agosto
09. Piombo in Bocca
10. Sospesi Nel Traffico
11. Gentil Sesso e Brutali Delitti
12. Il Consigliori
13. Si Dicono Tante Cose...


14 de julho de 2010

Janelle Monae - The Archandroid (2010)

De manhã ao ler o jornal, me deparo com Janelle Monáe, engraçado...ontem me falaram bem dela, não conhecia a figura, e não via a hora de procurar pelo seu disco na net.
Delícia a modernidade, lembro do tempo que tínhamos que esperar o disco chegar por aqui e pedir pra gravar (lá na galeria) em fita cassete mesmo, e pior, era caro.
Neste quesito, sou mais os dias atuais, depois de alguns minutos de Google, pronto, álbum na mão, quero dizer, na memória do computador.

A moça, descoberta por Big Boi (Outkast), que também participa do disco, tem talento de sobra e aos 24 anos conseguiu com seu primeiro disco agradar em cheio com a saga do seu personagem a andróide Cindi Mayweather, perseguida por gostar de um humano, misturando pop, funk, soul, rap, disco, em mais de uma hora de viagem intergaláctica.
É o jornal tinha razão, impossível ouvir o disco e não gostar.






01. Suite II Overture
02. Dance Or Die (Feat. Saul Williams)
03. Faster
04. Locked Inside
05. Sir Greendown
06. Cold War
07. Tightrope (Feat. Big Boi)
08. Neon Gumbo
09. Oh, Maker
10. Come Alive (The War Of The Roses)
11. Mushrooms & Roses
12. Suite III Overture
13. Neon Valley Street
14. Make The Bus (Feat. Of Montreal)
15. Wondaland
16. 57821 (Feat. Deep Cotton)
17. Say You’ll Go
18. BaBopByeYa


30 de junho de 2010

The World Ends: Afro Rock & Psychedelia In 1970s Nigeria (2010)


The World Ends é a mais nova coletânea da Soundway Records, mais uma pra reforçar o poder musical africano, em especial, o da Nigéria na década de 70, logo após a guerra civil que deixou o pais devastado.



Parte 1

1. Ify Jerry Krusade - Nwantinti / Die Die
2. The Hygrades - Rough Rider
3. The Hykkers - Deiyo Deiyo (Akpuwunlobi)
4. Wrinkar Experience - Soundway
5. The Funkees - Breakthrough
6. The Mebusas - Mr. Bull Dog (45 version)
7. Foundars 15 - Don’t Take Me For A Ride
8. Ceejebs - Eti Ufok
9. Tony Grey Super - Yem Efe
10. The Identicals - Akwa Kayi Ji Bia Nuwa
11. P.R.O. - Blacky Joe
12. Cicada - Oli Nkwu
13. The Lijadu Sister - Life’s Gone Down Low
14. Eppi Fanio - Ikoko Ti Yio Jata (On Perseverance)
15. Bongos Ikwue - All Night Long

Parte 2

16. The Thermometers - Babalawo
17. Colomach - Ottoto Shamoleda
18. The Black Mirrors - The World Ends
19. The Semi Colon - Isi Agboncha
20. Lawrence Amavi Group - Money That’s What I Want
21. The Hygrades - Somebody’s Gonna Lose Or Win
22. Ofege - In Concert
23. The Elcados - Chokoi & Oreje
24. Sonny Okosuns & Paperback Limited - Ohomi
25. Chuck Barrister & The Voices of Darkness - Be Kind, Be Foolish, Be Happy
26. Tony Grey & The Black 7 - Ugbo Ndoma
27. Reme Izabebo’s Music Research - (Ayamayama) The Same Man
28. Action 13 - Active Action
29. The Actions - Kpokposikposi
30. The Strangers - Onye Ije
31. The Comrades - Bullwalk
32. Ofo The Black Company - Egwu Aja


28 de junho de 2010

Dr. Lonnie Smith - Spiral (2010)

O velhinho não para nunca, sorte a nossa, pois podemos degustar de mais um disco do senhor do hammond...



1. Mellow Mood
2. I've Never Been in Love Before
3. Frame for the Blues
4. I Didn't Know What Time it Was
5. Sweet & Lovely
6. Spiral
7. Beehive
8. Sukiyaki


27 de junho de 2010

Fusik - Hot Skillet (2010)

Nunca tinha ouvido falar do Fusik, mas, depois de não conseguir parar de ouvir Hot Skillet, já posso dizer que é mais um que já faz parte dos melhores discos do ano...

A banda formada na Flórida, por Sanchez (baixo/guitarra), Nonms (congas/percussão/bateria) Chip (teclados), Felix (bateria, percussão, baixo) e Mack (guitarra/baixo) se uniram em 2005 e suas influências incluem James Brown, Booker T, Santana, etc, e o funk, o soul e a música latina foram os elementos escolhidos para difundir, como dizem na sua página do myspace, o verdadeiro fundamento do Hip Hop, que já foi esquecido, infelizmente, por muitos hoje em dia.


FUSIK for the Bboys Pt. II by clubshel




1. Canyon
2. Rudy
3. Double B
4. Bueno
5. Savage
6. OpenCor
7. Green Lite
8. Ghost
9. Wham
10. Grind
11. Stomp
12. Fusik for the Bboys Pt. II (bonus track)


22 de junho de 2010

Soulive - Rubber Soulive (2010)

Que os meninos do Soulive são prediletos da casa não é mais novidade, sempre acompanhei seus lançamentos e seus discos estão sempre na minha lista dos melhores do ano.
Desta vez, resolveram homenagear uma certa banda de Liverpool, que há 50 anos atrás, davam os primeiros passos rumo ao estrelato...
O resultado? Confiram Rubber Soul...ile








01. Drive My Car
02. Taxman

03. In My Life
04. Eleanor Rigby

05. I Want You (She’s So Heavy)

06. Come Together
07. Something

08. Revolution

09. Help!

10. Day Tripper

11. While My Guitar Gently Weeps



13 de junho de 2010

Depois do jogo...Versao Brasileira no CB Bar


Já ouviu falar em propaganda enganosa? Pois veja só esta: "Nunca houve um compositor-intérprete na música brasileira como Berlam Belozo. Carismático, sexy, provocador, polêmico, autêntico. Um artista pronto. Que nasceu pronto. Dizem que é o filho bastardo e renegado de um grande astro da MPB. Ele não confirma. Nem nega. Ele brilha! É na ribalta que acha sua energia e a compartilha com o público, em uma reciclagem de tesão e carisma. Berlam não canta sua emoção. Ele a vive. Não é Berlam que faz a música. A música que faz Berlam". O texto, escrito pelo próprio Berlam Belozo como uma autoapresentação egocêntrica, poderia ser denunciado no Procom, não fosse exatamente esse estrelismo deslavado a maior graça do seu negócio. O personagem, criado pelo performer e diretor de teatro Pedro Granato, é uma verdadeira "diva" pop, que bebe influências no glam rock dos Secos & Molhados, David Bowie, Edy Star e Velvet Goldmine. Mas também nas animadoras de auditório, aquelas que todos conhecemos muito bem. No que tudo isso resulta? Em um show-performance divertido e muito, muito dançante.

Quer mais??? Entao venha comemorar conosco a primeira vitoria do Brasil na Copa.

Onde? Versao Brasileira
No CB Bar Mulheres free ate as 00:00
Banda: Berlam e Banda Larga
Djs: Barbara Eugenia e Ju Salty

www.cbbar.com.br


8 de junho de 2010

Zulu Stomp - South Africa (2010)

Em tempos que só se fala em África do Sul, é hora de aproveitar o que eles tem de melhor pra nos oferecer, e se deliciar com outra coletânea que, aos moldes da Cazumbi (postado aqui há algum tempo atrás), também celebra o rock and roll na terra do afrobeat...
.
.1 - A-CADS - WATCH YOUR STEP
2 - UPSETTERS - DADDY ROLLING STONE
3 - FREEDOM'S CHILDREN - SATISFACTION
4 - JOHN E.SHARPE & THE SQUIRES- LSD
5 - RONNIE SINGER - I WANT YOU
6 - BILL KIMBER AND THE COURIERS - COME ON, COME ON, COME ON
7 - BATS - GET YOUR BAGGIES ON
8 - INVADERS - THINKING ABOUT YOU
9 - HOOCHIE COOCHIES - I'M A BOY
10 - A-CADS - ROADRUNNER
11 - 004'S I'VE GOT NEWS FOR YOU
12 - JOHN E.SHARPE & THE SQUIRES - WALKING THE DOG
13 - THE ZEROS - WORK ALL DAY
14 - JOHNNY CONGOS AND THE G-MAN - 900 MILES
15 - NAVARONES - BLUE BLUE FELLING
16 - THE KYND - HIDEWAY
17 - HANK SQUIRES - SICK AND TIRED
18 - FINDERS KEEPERS - MAN OF THE SEA.


28 de maio de 2010

Fred Wesley & The New J.B.'s - Let It Flow - Fred Wesley's Tribute to James Brown (2010)

Predileto da casa, o trombonista Fred Wesley, que pra quem não conhece fez parte dos antológicos JB´s (banda de James Brown), do Parliament/ Funkadelic, etc, prestando uma homenagem pro homem... Vixeeee!!!
.
.


01. Funk for Your Ass - ft.The New J.B.'s
02. Out of Sight - ft.Djizzle
03. I Got the Feelin' - ft.The New J.B.'s
04. Hippity Hobbit - ft.The New J.B.'s
05. Crazy - ft.The New J.B.'s
06. Livin' In America - ft.ICandi
07. I'm Gonna Getcha - ft.The New J.B.'s
08. Sex Machine - ft.The New J.B.'s
09. Psycho Path - ft.Mr. Hardgroove & Chuck D
10. Let It Flow - ft.Bobby Byrd